Categorias
Empréstimos

Consignação em folha de pagamento

O que é consignação em folha de pagamento? Existem determinados jargões e conceitos financeiros que devem ser compreendidos em sua totalidade para que possamos entender melhor os processos diários.

Saber como funciona o consignado ou o empréstimo em consignação em folha de pagamento é um desses processos.

Como funciona a consignação em folha de pagamento

De uma forma bem simples, a consignação é uma modalidade de empréstimo pessoal em que o débito mensal das parcelas é feito diretamente na folha de pagamento do salário ou do benefício. Este débito pode se referir a diversos serviços.

Seja a consignação do crédito consignado, do cartão consignado ou de algum outro vencimento, é importante saber exatamente do que se trata, quais são suas características e quando esse desconto pode ocorrer.

Preparamos esse post para ajudá-lo a compreender como funciona o pedido de consignação de empréstimo em folha de pagamento.

Continue a leitura e se informe melhor acerca dos procedimentos.

Conheça os termos:


Consignatário

É aquele que recebe os créditos solicitados. Pode ser de natureza física ou jurídica. No caso específico do crédito consignado, trata-se do solicitante.

Consignante

É a empresa pública ou privada, de origem governamental ou não, que se responsabiliza pelos descontos na folha de pagamento ou no benefício do consignatário.

Consignado

É a função ou modalidade. Pode ser o empréstimo consignado ou o cartão de crédito consignado, para citar duas das opções mais importantes.

Tipos de consignação em folha de pagamento: Compulsória e Facultativa

Nem sempre a consignação em folha de pagamento do funcionário público ou do aposentado é facultativa, ou seja, nem sempre foi ele que solicitou. Existem ocasiões em que a consignação se dá de forma obrigatória, seja por ordem judicial ou pelas especificidades da lei.

Portanto, é importante saber quais são as diferenças essenciais entre a consignação compulsória e a facultativa. No primeiro caso, o funcionário ou beneficiado não tem escolha. Um exemplo de consignação compulsória é a contribuição para a Previdência Social e que ocorre mensalmente.

A consignação facultativa é resultado de uma escolha pessoal do solicitante. Sendo assim, nenhum desconto pode ser feito sem a autorização do mesmo. Um exemplo de consignação facultativa é o crédito consignado ou o cartão consignado.

Quem pode utilizar a consignação na folha de pagamento?

  • Servidores públicos nos diversos cargos a serviço da sociedade
  • Militares das forças armadas – Exército, Marinha e Aeronáutica
  • Aposentados e Pensionistas do INSS
  • Funcionários assalariados de empresas privadas conveniadas com bancos e financeiras autorizadas em conceder consignado

O que é passível de ser consignado na folha?

Nas consignações, tanto as compulsórias quanto as facultativas, é comum que os descontos realizados no pagamento ou benefício sejam de longo prazo.

Existem vários tipos de consignação que variam de acordo com a categoria.

Na consignação compulsória, os descontos podem se referir a contribuição para a Previdência Social ou para sindicatos; planos de seguridade social do servidor público, pensão alimentícia, entre outras.

Em relação à consignação facultativa, os descontos podem ser devidos a empréstimos, seguros de vida, pensão alimentícia voluntária, planos de saúde, financiamentos solicitados, entre outros.

As consignações debitadas da folha de pagamento ou dos benefícios são geradas por meio de sistemas de pagamento encarregados.

Por exemplo, no caso dos beneficiários do INSS ou aposentados, o serviço é feito pelo Dataprev. No caso dos funcionários públicos federais, pelo SIGEPE.

O que é, como funciona o crédito consignado?

O crédito consignado: é uma das principais deduções das folhas de pagamento por consignação facultativa. Por se tratar de um serviço de crédito com muitas vantagens, ele tem se tornado muito popular no Brasil.

O crédito consignado: tem pagamento das parcelas feito por débito automático na folha de pagamento ou no benefício. Assim, as parcelas podem tomar apenas 30% do salário para que não exista nenhum perigo de endividamento.

O crédito consignado: pode ser solicitado pela internet, ou seja, zero tempo e custos gastos em locomoção ao banco. Desde a simulação do empréstimo até a contratação, o serviço pode ser feito online.

Como o crédito consignado as taxas de juros são as menores do mercado, possui parcelas flexíveis que podem se estender em até 96 meses dependendo da categoria ao qual o contratante faz parte, e não há consulta aos órgãos de proteção ao crédito como SPC/SERASA/SCPC. Sendo assim, quem tem CPF negativado não sofre nenhuma influência contrária a aprovação do consignado.

Taxas de juros e descontos

As taxas de juros são regulamentadas por lei, desta forma, funcionários públicos contam com uma taxa mensal de 2,05%, e pensionistas do INSS e aposentados com uma taxa total de 2,08% ao mês.

Os valores das parcelas obedecem à porcentagem estipulada pela margem consignável. Isto significa que as parcelas não podem exceder a 30% do salário.

É possível ter 9 empréstimos ativos ao mesmo tempo, no entanto, os valores combinados não devem ultrapassar os 30%.

O serviço de cartão de crédito consignado pode ser incluído também com uma margem consignada de 5%. Além dos 30% direcionados ao empréstimo, é possível gastar mais 5% com compras parceladas.

A margem consignada ajuda a não aumentar o número de inadimplentes que contrataram crédito e não puderam fazer os pagamentos nas datas estipuladas.

A modalidade de consignado em folha de pagamento ou benefício faz com que todos os meses os valores sejam debitados automaticamente e não é possível atrasar.

Você pode consultar a margem consignável por meio do simulador de consignado online. Assim, você vai saber exatamente qual o valor cada banco ou instituição financeira pode te permitir.

Como contratar crédito consignado sem burocracia?

Você precisa estar inserido em um dos grupos elegíveis, e pode fazer a contratação por meios eletrônicos, por aplicativos no celular, pelo Internet Banking, pelos caixas eletrônicos ou mesmo em agências físicas.

Documentação – É necessário estar com os documentos pessoais em mãos. RG, CPF, comprovante de renda e comprovante de residência. Mesmo se a solicitação for feita pela internet, os documentos devem ser utilizados para que nenhuma informação seja passada incorretamente.

Informações – os dados pessoais incorretas são os grandes responsáveis pela não aprovação do crédito consignado. Assim como a digitalização de documentos em qualidade baixa. É essencial que se observe atentamente como fazer a digitalização correta para que não haja nenhum problema em relação a isso.

Ao contratar – Empréstimos devem ser contratados com muita atenção e cuidado. É importante levar em consideração que o crédito consignado será debitado todos os meses do seu salário e não será possível interromper. Sendo assim, estar preparado financeiramente é importante para que não ocorra nenhum problema.

Leia também aqui no site: o que é um cartão consignado.

Compartilhe com seus amigos nas redes sociais e confira em nosso blog tudo que está relacionado com informação sobre as vantagens do consignado para solicitar o seu basta clicar aqui.

Categorias
Empréstimos

Empréstimo pessoal

Um emprestimo pessoal é o ato de tomar dinheiro emprestado em um banco, financeira, uma instituição financeira ou credor autorizado.

O empréstimo também é conhecido como crédito pessoal, no Banco central o título é diferente, chama-se crédito não consignado.

Empréstimo pessoal - Simular, comparar e contratar online

Essa operação financeira funciona desta forma: o solicitante pede um valor em dinheiro ou crédito emprestado a um banco privado ou federal, financeira, cooperativa ou agente, e essa quantia deve ser reembolsada em um prazo determinado, com juros acrescidos firmados com termos em contrato.

Todas as condições são determinadas antes de assinar e liberar empréstimo concedido pelo agente ou credor.

O empréstimo pessoal pode ser negado?

Pode sim, se o solicitante não estiver de acordo com a política de crédito, qualquer tipo de emprestimo pode ser recusado por uma instituição creditícia.

É importante lembrar que:

Nenhum credor ou instituição está obrigada a conceder um empréstimo de dinheiro a uma empresa, cidadão ou cidadã.

Cabe a cada credor estabelecer quais são os termos e critérios de aprovação, e baseando-se em perfis de risco e consultas de crédito, um empréstimo pode ou não ser aprovado.

Além disso, nem sempre as instituições financeiras divulgam quais os critérios e avaliações utilizados para reprovar ou aprovar um solicitante.

Para evitar transtornos como a recusa de um empréstimo, é importante manter um pontuação de crédito boa, estar em dia com as obrigações financeiras, ter o nome limpo na praça e não deixar dívidas para trás.

A chances de um solicitante ser aprovado em um pedido de empréstimo a consulta de crédito apontar que; as contas estão em dia, o nome esta limpo e outros hábitos financeiros estão saudáveis, é muito maior.

Além disso, caso o seu pedido seja negado para um emprestimo pessoal por motivos que não seja restrições, você pode tentar negociar com outra instituição.

Por exemplo, solicitar um emprestimo com valor menor ou mudar o tipo de empréstimo solicitado.

Como usar o dinheiro de empréstimo pessoal?

O empréstimo pessoal é uma das melhores modalidades de crédito, essa opção é indicada principalmente para quem precisa de dinheiro e, não precisar comprovar para que o dinheiro liberado vai ser usado.

Por exemplo, você pode solicitar uma quantia emprestada para quitar dívidas de consumo, pagar boletos e faturas atrasadas do cartão de crédito e/ou pagar a mensalidade da escola dos filhos, ou até comprar dólar para estudar no Exterior.

No entanto, ao obter um empréstimo, fique atento especialmente às taxas de juros aplicadas: se dinheiro é para saldar outras dívidas, verifique se as taxas são menores do que, por exemplo, as taxas cobradas no rotativo do cartão de crédito ou do cheque especial, somente assim vale a pena contratar empréstimo pessoal.

Onde fazer um empréstimo pessoal?

“Quer fazer um empréstimo, não saber onde pode fazer?”, “Precisa de uma empresa de empréstimo confiável e segura?”

Não é difícil encontrar as melhores empresas de empréstimos e fintechs de crédito por toda a Internet, com uma pequena busca no Google já vem resultados interessantes.

Para iniciar o processo, basta fazer uma simulação online de empréstimo pessoal: seu cadastro é analisado e, caso seja aprovado, o dinheiro ficará disponível assim que o contrato for assinado

Você pode usar sites, plataformas de comparação e aplicativos de empréstimo, o resultado é rápido e a liberação fácil e na maioria das vezes é sem burocracia.

É possível iniciar e terminar todo o pedido de empréstimo online do celular ou do computador em qualquer lugar do Brasil.

Empréstimo pessoal ou financiamento?

Existe uma diferença entre os empréstimos pessoais e financiamentos? Sim, e é isso que vamos ver a partir de agor.

Qual dessas duas alternativas é a mais adequada na hora que o dinheiro é a solução?

Empréstimo pessoal: no emprestimo pessoal a quantia aprovado pela instituição financeira não tem um destino específico, ou seja, o devedor pode utilizá-lo para qualquer objetivo que quiser e não precisa dar nenhuma explicação.

Financiamento: quanto ao financiamento, esta é uma modalidade de crédito onde o dinheiro liberado pelo credor necessariamente precisa ter um gasto específico. Por exemplo, você pode fazer um financiamento para comprar bens, produtos, veículo ou imóvel.

Empréstimo pessoal ou empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito pessoal onde o pagamento das parcelas mensais é feito diferente do empréstimo pessoal bancário.

Nessa opção, as parcelas do emprestimo são descontadas diretamente no salário, soldo ou na folha de pagamento do devedor.

No consignado não é preciso ficar preocupar com o dia do pagamento, com boletos ou faturas uma vez que o valor é descontado automaticamente por uma empresa ou por um órgão público e enviado ao credor.

No crédito pessoal consignado, a taxa de juros é muito mais baixa do que na opção de crédito não consignado (empréstimo pessoal).

A instituição financeira libera a quantia solicitada até mesmo para pessoas que tem o nome sujo e com restrição no Serasa, SPC e SCPC Boa Vista, porque ela tem garantia do pagamento das parcelas.

Nesse caso o empréstimo pessoal é sem consulta de crédito, portanto, o solicitante pode estar com dívidas não pagas e com o nome na lista de devedores que ainda assim consegue ser aprovado.

Quaisas vantagens de um emprestimo pessoal?

Uma das maiores vantagens é exatamente porque o cliente pode utilizar o dinheiro liberado no pedido sem precisar declarar qual a finalidade de uso, algo que é um diferencial em relação a outras modalidades de financiamentos.

Além disso, a contratação de um empréstimo pessoal é rápida e simplificada: na maioria dos casos, em poucas horas o dinheiro está disponível na conta bancário para solicitante, caso o pedido tenha sido aprovado.

Como pagar o empréstimo?

Atualmente existem algumas formas de fazer a quitação mensal de um empréstimo, o cliente pode pagar as parcelas com:

  1. Programando débito automático
  2. Pagando boleto bancário no vencimento
  3. Pré datando cheques mensais para o credor

Além disso, muitos credores e instituições financeiras permitem que você escolha a melhor data de vencimento para pagar as parcelas.

Cuidados ao contratar um crédito pessoal

Antes de contratar um empréstimo como opção para conseguir dinheiro, é preciso analisar se é realmente necessário tomar essa decisão de endividamento.

Contudo, uma vez feito e recebido o dinheiro, é necessário ter responsabilidade financeira e ser organizado para conseguir pagar as parcelas no dia do vencimento e não se atrapalhar com multas, juros e cobranças extras por atraso.

É importante pagar todas as parcelas em dia.

O não pagamento das parcelas e o atraso por mais de 60 dias pode causar além de mais juros e multas, o credor pode enviar o nome do mutuário para a lista de devedores e acabar piorando ainda mais as finanças e a vida financeira.

Fazer empréstimo pessoal

Fazer empréstimo pessoal geralmente não é uma rotina bem aceita por muitas pessoas.

Porém, muitas vezes pode ser vantajoso realizar um empréstimo pessoal. Especialmente em casos onde o contrato da linha de crédito se mostrar vantajoso e se o credor for confiável e seguro.

Hoje o Brasil passa por uma de suas piores crises financeiras, o mundo esta mudando também, e com isso, várias agências bancárias estão fechando suas portas em muitas cidades.

A comodidade dos serviços bancários online também foi um fator que colaborou com esse encerramento de muitas agências em locais físicos.

Mas felizmente é possível fazer a maioria das transações bancárias sem precisar sair de casa. Até mesmo contratar empréstimo pessoal através de aplicativos no celular, isso já é uma realidade.

Apesar dessa ser uma forma de desburocratização e agilidade dos processos, muitos se sentem inseguros.

Muitas vezes, essa insegurança é motivada pela falta de informações suficientes para detalhar as linhas de crédito.

Modalidades de empréstimo mais usadas

Empréstimo pessoal bancário

O empréstimo pessoal é geralmente concedido por bancos e agências financeiras com um propósito para ocasiões onde o dinheiro será gasto de forma imediata com algo específico como compra de carro, compra e reforma de casa, pagamento de alguma dívida para evitar o nome negativado…

A maior atenção na hora de tentar um empréstimo pessoal é verificar as diferentes possibilidades de valor a ser contratado, prazo de pagamento e juros.

A atenção à taxa de juros, para a soma final, faz muita diferença. E também evita o acúmulo de dívidas para o contratante.

Empréstimo consignado

Aposentados, pensionistas, servidores públicos são o foco principal dessa linha de crédito financeiro. Porém, trabalhadores em regime CLT também podem conseguir.

Uma das vantagens dele é poder ser descontado direto na folha de pagamento, evitando que o cliente deixe de pagar a parcela, e assim, acabe em mais pendência.

Exatamente por essa garantia de recibo da empresa concedente, elas conseguem fazer com que a taxa de juros seja mais baixa do que a do empréstimo de crédito pessoal.

Prazo para pagamento

Enquanto o crédito pessoal pode chegar em um prazo de 48 meses para pagamento, com o consignado é possível o parcelamento em até 96 meses.

Porém, esse prazo depende do valor concedido e também da política de cada instituição financeira.

Taxas de Juros

Os juros podem chegar a até 7% em bancos para o empréstimo pessoal.

Enquanto para o consignado, cai para cerca de 3%. Mas, atenção: essa é uma taxa mensal e não anual.

Para negativados

Enquanto para o crédito pessoal é impossível a contratação em caso de nome negativado no SERASA, é possível, com o modelo consignado, ter esse serviço mesmo com a negatividade.

Taxa de Abertura de Crédito

Cada banco tem sua própria taxa para a abertura desse procedimento. Essa é uma taxa única e não interfere no parcelamento.

Porém, ao lado do consignado, que é isento, acaba sendo uma desvantagem para quem já está endividado.

Fiador de empréstimo

A função do fiador é ser uma fonte de garantia de pagamento em casos onde o contratante não pode pagar suas parcelas. O fiador é exigido para o crédito pessoal e dispensado no consignado.

Contratar um modelo de empréstimo pode ser vantajoso em casos onde você tenha alguma certeza de que vai poder pagar até o fim, mesmo com os juros, sem comprometer sua renda para necessidades básicas.

Mas com podemos avaliar acima, os juros devem ser também a grande forma de avaliar se uma linha de crédito é mesmo válida.

Além disso, procurar fazer diferentes orçamentos caso vá comprar algum bem material ajuda a contratar somente o dinheiro necessário, e assim, não ter um valor tão alto de dívida final.

Para escolher o melhor modelo de crédito, é importante avaliar bem as diferenças entre empréstimos e o que você pretende fazer com o dinheiro e como você pode pagar durante os prazos de pagamento das instituições.

O segredo é procurar ter somente o dinheiro emprestado para cada momento que seja de fato necessário, ou seja, avalie bem o que são seus desejos de consumo e suas reais necessidades.

Assim, você conseguirá boas condições de crédito e sem o risco de endividamento!